LINKS RECENTES
Loading...

A VOLTA DE JESUS CRISTO

ESTUDOS BÍBLICOS

Quero tratar agora sobre um tema que começa a fazer polêmica: A volta de Cristo.

Sim ela acontecerá (I Tessalonicenses 4:16,17), mas durante uns dois séculos, uma teoria foi crida pela maioria dos cristãos: Que a volta de Jesus será antes da tribulação. Algo que não porta nenhum respaldo bíblico claro, sim, eu disse claro, apenas teorias e linhas teológicas fabricadas (as quais podem utilizar textos isolados que apenas supõem isto).
Você acha que o arrebatamento pré-tribulacionista é bíblico?

"Na primavera de 1830, na cidade escocesa de Port Glasgow, Margaret recebeu uma profecia em que um grupo seleto de cristãos era arrebatado durante uma vinda secreta de Cristo. A profecia foi preservada na íntegra em uma obra entitulada Memoirs (Memórias), escrita por uma testemunha ocular dos acontecimentos, o médico e pastor escocês Robert Nolton. Na obra, Nolton atesta que essa menina de 15 anos chamada Margaret foi a primeira pessoa a dividir a vinda de Cristo em duas etapas. Edward Irving também pregou a doutrina de um retorno secreto de Cristo. É incerto qual a relação entre a teologia de John N. Darby, a profecia de Margaret MacDonald e os ensinos de Edward Irwing. O que se pode dizer é que estes três personagens entraram para a História da Igreja como os difusores simultâneos de uma nova doutrina, totalmente desconhecida antes do século XIX.
Darby visitou a América seis vezes e levou consigo a doutrina do “escapismo” (como é conhecida entre alguns, em alusão ao fato de a Igreja “escapar” da Grande Tribulação). Nos Estados Unidos, um erudito chamado Cyrus Ingerson Scofield (1843-1921) foi exposto aos ensinos de Darby. Scofield considerava Darby “o mais profundo erudito bíblico dos tempos modernos”.
Em 1909, Scofield publicou uma Bíblia com suas próprias notas marginais recheadas com o pré-tribulacionismo darbinista – o famoso clássico da literatura dispensacionalista, entitulado A Bíblia de Scofield. A Bíblia de Scofield é sem dúvida a maior responsável pela disseminação da doutrina do escapismo nos EUA e, consequentemente, nos países evangelizados por missionários americanos, entre eles o Brasil.
Ao ser indagado se cria na doutrina das duas vindas de Jesus Cristo no final dos tempos, uma secreta e outra visível, o renomado avivalista G. Campbell Morgan (1863-1945) disse:
"Enfaticamente, não! Conheço muito bem esta doutrina. Nos primeiros anos de meu ministério, cri nesta visão e a incorporei em um de meus livros. Mas, à medida que estudei mais o assunto, percebi o erro deste ensino [...]. A idéia de uma vinda de Cristo secreta e à parte é uma divagação da intepretação profética, e não dispõe de absolutamente nenhum fundamento biblico."" - http://paoevinho.org/?p=821
Quero dizer com isso que o pré foi um conceito criado após a existência de todos os apóstolos discípolus, ou qualquer pessoa que teve um marco na Bíblia. O pós é um conceito muito mais antigo, ele era a única opção, mas o diabo enganador fez isso para que os cristãos, aceitassem quais quer que fosse a marca da besta, porque "Jesus ainda não voltou". Então se cremos no conceito pós estamos propensos a aceitar que a vinda do Messias seria após todo esse conceito da Grande Tribulação, então NUNCA aceitariamos essa marca. Eu sei que pessoas apareceram e vão me mostrar o texto de Paulo: "E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura." 1Coríntios 1:10A salvação nos livra da ira de Deus. Quando falamos em “ira” relacionada à salvação espiritual, não é correto associar essa “ira” a um processo tribulacional, onde os danos sofridos pelos servos de Deus são físicos. O próprio autor do versículo em questão morreu decapitado dentro de um processo de perseguição e tribulação...
Se somos cristãos cientes da pureza e objetividade da Palavra de Deus, então sabemos que aquilo que cremos, devem partir unicamente da leitura nua e crua desta palavra, sem atalhos, sem invenções ou supostas “revelações” que não estejam de acordo com a Verdade desta Palavra.
Para iniciar então, podemos analisar a palavra Tribulação, sua origem vem do latin Tribulum que era o nome de um instrumento usado para separar o joio do trigo. Sim! É isto que você acaba de ler! Então verificando o significado desta palavra, podemos ver que a tribulação será um tempo de separação entre o verdadeiro e o falso! 
A Sagradas Escrituras nos deixam de forma explícita, direta e objetiva que a Vinda do nosso Salvador, será após um período de tribulação, mas de forma alguma queremos hereticamente datar a Vinda de Cristo, pois nem Ele sabe, somente o Pai. Mas devemos concordar que a Palavra nos deixa alguns textos, a fim de nos prepararmos para o porvir.
Vejamos então no livro de Daniel 7: 20: “E também a respeito dos dez chifres que tinha na cabeça, e do outro que subiu, e diante do qual caíram três, isto é, daquele que tinha olhos, e uma boca que falava grandes coisas, e cujo parecer era mais robusto do que o dos seus companheiros.“ (este chifre é o antiCristo). 21 “Eu olhava, e eis que este chifre fazia guerra contra os santos, ( a Igreja, a resistência) e prevaleceu contra eles.” (prevaleceu contra nós? pense sobre isto e veja neste site os vídeos sobre centenas de campos de extermínio, câmaras de gás, e outros preparativos da Nova Ordem Mundial para um novo holocausto) 22 “Até que veio o ancião de dias, e fez justiça aos santos do Altíssimo; e chegou o tempo em que os santos possuíram o reino.”
Veja Apocalipse 13:5: “E foi-lhe dada uma boca (ao antiMessias), para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-lhe poder para agir por quarenta e dois meses. (3 anos e meio)” 6 “E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu.” 7 “E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos (Igreja, resistências contra a Nova Ordem Mundial), e vencê-los (veja bem); e deu-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação.” 
Precisa falar alguma coisa?
Mesmos assim, muitos pré-tribulacionistas ainda afirmam que a Igreja não passará pela tribulação por que ela foi destinada aos ímpios. (Sendo que tem crente que é mais ímpio, dos que os próprios “ímpios”). Isto é uma justificativa egoísta e farisaica sem suporte bíblico algum.
*** Veja outro texto em Apocalipse 7:13 em diante: "E um dos anciãos me falou, dizendo: Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são, e de onde vieram? E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro. Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a sua sombra. Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre eles. Porque o Cordeiro que está no meio do trono os apascentará, e lhes servirá de guia para as fontes das águas da vida; e Deus limpará de seus olhos toda a lágrima."
Jesus fala sobre o fim dos tempos no Evangelho. Leia Mateus 24:29 “Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados.” 30 “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória.” 31 “E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.”
...Vamos analisar o texto de 1ª Tessalonicenses 4:13-18 que diz: "Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Cristo dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Jesus descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras."
A declaração do apóstolo Paulo: "Deus os tornará a trazer com ele.", está sendo interpretada por alguns de forma isolada, como a igreja sendo arrebatada antes da aniquilação do homem do pecado (anticristo); mas note o amado irmão, que Paulo incluiu-se entre os vivos, se ele estivesse vivo em tal época: "nós, os que ficarmos vivos, seremos ...". Ora, como poderia o apóstolo Paulo ter ficado para traz? Pois se ele estivesse vivo por ocasião do arrebatamento, iria ao encontro de Cristo como ele mesmo disse: "arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares ...". Quem são eles no texto? Não são porventura os mortos em Cristo, os que dormem no Senhor?
Bem, há uma outra possibilidade de explicação para a declaração: "Deus os tornará a trazer com ele.", mas teríamos que admitir que o arrebatamento e a ressurreição é somente para os mortos pós Cristo, que todos os servos do Senhor desde o tempo de Adão até Jesus não necessitam ser ressuscitados, pois ao morrerem foram diretamente para o céu. Assim, o arrebatamento e a ressurreição dos mortos em Cristo estariam reservados somente para a igreja e o juízo final, o que não mudaria o fato de a igreja estar aqui na terra no tempo do anticristo.
O texto em Apocalipse 20:4-6 diz: "E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Cristo, e pela palavra de Deus e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com Ele mil anos."
Praticamente todos concordam que a igreja não entrará em juízo (julgamento para a morte, e não do galardão), e que só haverá duas ressurreições: a dos salvos por Jesus e a do mundo, que serão julgados por suas obras, pensamentos e consciência; e que na primeira ressurreição não tem poder a segunda morte (morte espiritual e eterna no lago de fogo).
Note o amado irmão um fato no mínimo "curioso": Deus não nos revelou na sua Palavra (Escrituras) o que havia antes da criação do mundo, e nem nos revelou o que acontecerá após o fim dele. De igual forma, também não nos revelou o que acontecerá no mundo durante o milênio. Pois segundo a Palavra revelada por Jesus, a besta e o seu falso profeta serão lançados vivos no lago de fogo eterno, e Satanás será preso e a igreja será arrebatada e estará no céu, e isto tudo às portas do milênio. Muitos, forçadamente, dizem que serão mil anos de grande tormento na terra. Mas em uma simples análise do texto de Apocalipse 20:4-10 podemos perceber claramente, que o mundo estará entregue a seus próprios pensamentos; sem o Espírito Santo para "influenciar" positivamente, e sem Satanás para influenciar negativamente. Sim, eles ainda terão a Bíblia escrita, mas não terão quem os explique como no caso do eunuco por Filipe. Poderíamos dizer que o texto de Amós 8:12 irá se cumprir: "E irão errantes de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do Senhor, mas não a acharão." A declaração: "buscando a palavra", não significa literalmente a Palavra escrita (Bíblia), "talvez" deva ser interpretado por buscando o entendimento, como no caso do eunuco.
Já o texto de Paulo em 2ª Tessalonicenses 2:1-12, expressa tão claramente a seqüência dos acontecimentos relacionados a esse assunto que, para mim, não haveria a necessidade de outros, mas quanto mais, melhor. Vejamos:"Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Messias, e pela nossa reunião com ele, que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco? E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; e então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade."
Eu sei muito bem que as declarações: "não vos movais facilmente do vosso entendimento" e "como se o dia de Cristo estivesse já perto" serão usados contra mim e todos os que crêem que a igreja aqui estará no tempo do anticristo, por muitos que não admitem essa possibilidade; e eles ainda dirão, citando as Escrituras: "Ai daqueles que desejam o dia do Senhor! Para que quereis vós este dia do Senhor? Será de trevas e não de luz." (Amós 5:18). Estes, como bem me escreveu um irmão, já encontraram seu lugar e a segurança neste mundo. Quanto a isto nada poderei fazer, senão o que Jesus disse: "Orai pelos que vos perseguem". Mas estes textos serão usados de forma torcida, pois os mesmos nos chamam a atenção para uma ordem de ocorrências: 1º a apostasia, 2º a manifestação pública do anticristo, 3º a volta de Jesus. Mas baseando-se também na declaração: "E agora vós sabeis o que o detém" e "até que do meio seja tirado"os contrários insistem, por estes textos, que como o Espírito Santo será retirado da terra com a igreja, só então se manifestaria o anticristo. Mas esta interpretação não sobrevive a um exame a luz do texto em 1ª Tessalonicenses 4:13-18, pois quantas vezes Jesus voltará a este mundo? Que eu saiba: só mais uma vez, para buscar a sua igreja. Ora, seguindo a própria linha de raciocínio deles, se o Espírito Santo for retirado da terra, e logicamente com a igreja, e isto só poderá ocorrer quando Jesus vier buscá-la, então, Ele teria que voltar mais outra vez para destruir o anticristo, pois o texto diz: "o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;".Seria esta sua vinda uma terceira? Espero que os irmãos estejam conseguindo entender. Paulo não iria se contradizer entre os textos de 1º e 2º Tessalonicenses, ou teríamos que admitir que a igreja subirá com Jesus, que como dizem os Testemunhas de Jeová: de forma invisível, para depois voltar com Jesus e destruir o homem do pecado, o que é claro, entrará em contradição com a maioria dos textos conhecidos.
Vamos analisar o texto: "até que do meio seja tirado" Em outras versões: "até que seja afastado" ou "enquanto aquele que o está retendo não se afastar do caminho". Observe, que para que os textos de Paulo não venham a se contradizerem, mas sim estar em perfeita harmonia, a interpretação mais correta seria a do Espírito Santo afastar-sedo caminho do homem do pecado, para que este se manifeste livremente. Mas por que isso aconteceria? É simples. Lembra-se que Paulo disse que primeiro é necessário que venha a apostasia! Nesse tempo muitas igrejas não estarão fazendo a vontade de Deus, mas sim a sua, disse Jesus: "Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?" (Lucas 18:8) "Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca." (Apocalipse 3:15-16) Se a igreja não precisa do Espírito Santo, Ele também fica, de uma certa forma, "impossibilitado" de agir por nós.
Como disse anteriormente: ótimo se a igreja não mais estiver aqui na terra no tempo do homem do pecado; mas os textos, para mim, são claros e contrários a esta tradição. Digo tradição pois nos foi transmitido de geração em geração, sem que verifiquemos nas Escrituras se tal sucederá como nos foi ensinado. E tenho certeza de que, dia a dia, mais e mais servos de Cristo se levantarão com este mesmo entendimento, para que, como já disse, toda Palavra seja confirmada. É uma questão de interpretação? Que seja! Você terá que escolher qual irá seguir. Mas lembre-se, não poderá escolher as conseqüências, pois elas já estão determinadas para cada caminho que seguimos.
Está claro?
Mas agora veja: Mateus 24:42 “Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor.” Não sabemos a hora certa, mas a Palavra de Deus nos sinaliza que devemos estar preparados para a tribulação e para a Sai vinda.
Isto não é “linha teológica” construída pela religião, é a palavra de Deus! E isto já basta!
Você viu bem? A Palavra fala que o antiCristo irá perseguir a Igreja e vencê-los! Você ama ao Senhor ao ponto de entregar a sua vida por amor à Ele? Sem delongas, peço para que pense nisto.
Então irmãos, devemos nos preparar para estes últimos dias, e estarmos vigilantes, sempre na busca constante da prática da fé, do amor, e das boas obras que Jesus nos ensina em Seu evangelho, e nas demais cartas dirigidas à Igreja.
Mateus 10:17 “E acautelai-vos dos homens; porque vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas; 18 “por minha causa sereis levados à presença de governadores e de reis, para lhes servir de testemunho, a eles e aos gentios.” 22 “ Sereis odiados de todos por causa do meu nome; aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo.” 
E depois no capítulo 16, versículo 24: “Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.
Então qual é o destino da sua vida? A salvação em Jesus através da renúncia a si mesmo? Pense.


Assista os vídeos:

PARTE 1

PARTE 2

PARTE 3

PARTE 4

PARTE 5

PARTE 6
(Por: Libertar/Reino Eterno)

0 comentários: