LINKS RECENTES
Loading...

O MESSIAS MENDIGO

REFLEXÃO DO BLOG

Procuram-me nos templos e igrejas
Mas nem sempre eu estou por lá
Na maioria do tempo estou nas ruas
Deitado, solitário e desmotivado

Com esse mundo totalmente desregrado.

Muitos deles anelam a minha volta

Mas aqui estou, e sequer fui notado.

Fiz questão de voltar com um aspecto bastante castigado
E de misturar-me com os enfermos de coração despedaçado.
Os abastados ignoram-me
Quando não, tratam-me como os dejetos de suas latrinas.
Os pseudosreligiosos passam por mim
Mas não conseguem me enxergar.
Depois dos mendigos, os únicos seres
Que conseguem notar a minha presença
São as crianças, que sempre me presenteiam com um sorriso
Vejo nelas esperança.
Já os adultos estão vazios por dentro e cheios por fora,
Cheios de si,
Cheios de razão,
Cheios de certezas,
Cheios de pecados,
E consequentemente
Cheios de sofrer.
Pois ainda não aprenderam
A essência do viver.
É tudo tão simples,
Meu pai é simples,
Eu sou simples,
A fé é simples,
O afamado amor é simples,
E a felicidade que tanto buscam é ainda mais simples.
Mas os mortais insistem
Em complicar o singelo
E depois oram a mim
Como solução
Como se houvesse razão.
A falta de humildade
Faz com que a humanidade não me veja.
Voce quer me encontrar?
Sinto muito, você não vai me achar
Através da religião
Não habito em templos feitos por mãos humanas, e não pertenço a nenhuma instituição.
Retire a poeira mundana de sua retina
E me veja através do Evangelho puro e genuíno.
E se quiser ter um encontro comigo
Basta enxergar-me com verdade
Basta vestir-se com os trapos da bondade
E despir-se dos finos panos da vaidade.


0 comentários: